50 Anos Depois: A Verdade Sobre o Caso da Fortaleza de Itaipú

Por: Edison Boaventura Jr.

itaipu2

Na Bíblia Sagrada encontramos o livro de Provérbios, ditado pelo rei Salomão, onde está escrito no capítulo 19 e versículo 5: “A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras não escapará”.

Diz o ditado popular: “Mentira tem pernas curtas”. Isto mesmo, cedo ou tarde, ela cambaleia, tropeça, cai e acaba sendo aniquilada pela verdade.

O leitor deve estar se perguntando agora o motivo de eu começar o artigo desta forma. Continue lendo e os fatos irão se descortinar paulatinamente e então… entenderás!

Há alguns anos foi realizada uma enquete pelo grupo ufológico da baixada santista (GEUBS) e publicada no Relatório Alfa nº 200, do pesquisador Aldo Novak, sobre a opinião de 50 pesquisadores brasileiros a respeito do grau de credibilidade de alguns dos casos mais famosos de contatos com OVNIs e seus tripulantes da Ufologia Mundial.

Na enquete, os pesquisadores deram notas de “0,00” a “10,00” aos casos, correspondendo à nota “0,00” a nenhuma credibilidade na opinião do pesquisador, e “10,00” credibilidade total.

Nesta pesquisa, o Caso da Fortaleza de Itaipú recebeu nota “8,04”, sendo que ficou entre a faixa de “8,00” e “10,00”, que segundo a pesquisa estaria dentro do nível dos casos verdadeiros, ou seja, de alta credibilidade.

Há 27 anos tomei conhecimento deste clássico caso da Ufologia brasileira e decidi procurar descobrir a verdade dos fatos e inclusive preencher algumas lacunas existentes no mesmo, principalmente em relação aos nomes dos envolvidos no episódio. Assim, ao longo dos anos colecionei vários detalhes interessantes e no início de 2008, resolvi ir a fundo à pesquisa, com objetivo de concluí-la e divulgá-la, o que faço ineditamente neste momento para a BURN – Brazilian Ufo Research Network.

Neste momento o leitor deve estar se perguntando: – O que foi o Caso da Fortaleza de Itaipú? Vejamos a seguir…

Acesse artigo completo clicando na imagem…

burn

Comentários

Mensagens